946 721 229 / 923 521 544

Notícias Recentes

Ministra do comércio ausculta vendedores do mercado informal

blog post with image
A Ministra do Comércio, Drª Rosa Escórcio Pacavira de Matos auscultou no dia 3 de Setembro de 2013, em Luanda, os vendedores do mercado informal.


Organizado pelo Ministério do Comércio, em parceria com o ministério da Juventude e Desportos, Conselho Nacional da Juventude e a Associação dos Jovens Vendedores Ambulantes sob o lema “Juventude dialogar para desenvolver”, o encontro juntou centenas de vendedores de rua, ambulantes, roboteiros, engraxadores, lavadores de carros, feirantes e outros serviços mercantis.
Entre as várias inquietações apresentadas pelos vendedores destacam-se as razões da mudança de local de venda, onde vão ser colocados após o encerramento dos espaços actuais que reconhecem serem inadequados, espaços situados em locais com clientela e aviamento, desrespeito e abuso de autoridade por parte dos fiscais das administrações locais e da polícia.
Em resposta a Doutora Rosa Escórcio Pacavira de Matos reconheceu os problemas e garantiu a solução , que passa pela formalização gradual do comércio informal.
“De forma organizada, passará necessariamente pelo registo e cadastro dos jovens ambulantes com o apoio das administrações municipais, atribuição do B.I e cartão de feirante, ambulante ou de prestação de serviços mercantis”, afirmou.
A Associação dos Jovens Vendedores Ambulantes-AJAVA aponta a existência de mais de 30.000 vendedores ambulantes no país.
“Com a reorganização do Ministério do Comércio, que está a tornar o processo de licenciamento da actividade comercial no país, mais fácil, mais rápido e mais seguro, estamos a dar uma grande oportunidade para que os jovens sejam no futuro grandes empresários”, esclareceu a Ministra.
FEIRAS MUNICIPAIS
A Ministra do Comércio anunciou aos vendedores do mercado informal a realização para breve de feiras municipais organizadas.
“Estamos a organizar por município. Vamos criar o mercado da carne e do peixe”.
Por outro lado a Ministra falou dos quiosques do largo da Tourada, em Luanda. Destinam-se a venda de produtos alimentares e não alimentares como produtos agrícolas, hortofrutícolas, bebidas, flores, artigos de jardim, roupas entre outros.
“Este local de venda a retalho, integra o Programa \"Meu Negócio, Minha Vida\" para a formalização do comércio informal, a criação de higiene e segurança para os vendedores. Cada vendedor vai pagar uma taxa mensal na respectiva Administração Municipal”, concluiu.
Tratam –se de unidades funcionais pequenas e grandes com 4 e 8m2 respectivamente. Cada local será denominado “Ponto Meu Negócio, Minha Vida”.
Fonte: CDI-Minco


Em: 10/09/2013. Por: JM

Mais Notícias ...

blog post with image

Banco Sol garante gestão de recursos excedentários das empresas

mais info

blog post with image

Ministra do comércio ausculta vendedores do mercado informal

mais info

blog post with image

Angola está a criar condições para um desenvolvimento bem sucedido 10-09-2013 | Fonte: macauhub

mais info